No fundo do poço

O buraco nas contas do ParanaPrevidência voltou à tona na Assembléia, depois da divulgação de estudo do Ministério da Previdência que apontou problemas em diversos fundos previdenciários estaduais, incluindo o do Paraná. Segundo o levantamento, o rombo nas contas dos fundos aumentou de 2006 para 2007. “No caso do Paraná houve uma piora nas contas de 2007 em relação a 2006. “O Paraná está entre os quinze Estados com problemas no caixa do instituto previdenciário”, acusa o líder dos Contras, Élio Rusch. “Quando a oposição alertou para os problemas financeiros da ParanaPrevidência foi contestada. O governo disse que não devia nada. Agora o buraco é confirmado pelo Ministério da Previdência”. O “demo” lembra ainda que desde 2006 o governo tenta justificar a falta de repasses para o fundo previdenciário dos servidores paranaenses. “Em 2006, para que as contas fechassem no azul, a dívida com a ParanaPrevidência, no valor de R$ 620 milhões, sumiu do balanço. Desde então o governo diz que não deve nada”. A alegação do governo foi derrubada quando o então diretor jurídico da ParanaPrevidência, Francisco Alpendre, deixou a instituição e afirmou que o débito ultrapassava R$ 1,4 bilhão. “Agora, em 2008, este valor será ainda maior, devendo ultrapassar a marca dos R$ 2 bilhões”, alerta Rusch. “Se continuar nesse ritmo, até o final do governo Requião a dívida poderá se tornar insustentável”. E o pepino, claro, vai ficar para o próximo governador. fonte:revistacapital

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: