A quatro dias da votação, Google anuncia site para a eleição

da Folha Online

O Google anunciou nesta quarta-feira (1º) o lançamento de um canal específico para o processo eleitoral, que integra YouTube, Maps, Orkut e Google Notícias. A idéia é estimular a cidadania dos internautas por meio da rede.

Em abril deste ano o Google já havia informado que pretendia participar do processo eleitoral, mas o lançamento oficial ocorre apenas agora, a quatro dias das eleições municipais,

No YouTube, o Google fechou um acordo com a Band para permitir que internautas façam perguntas aos candidatos. As questões, gravadas em vídeo, serão selecionadas pela emissora e respondidas pelos candidatos que aceitarem participar. A Band deve reproduzir na TV vídeos feitos pelos internautas.

O canal www.youtube.com.br/eleicoes será abastecido também com vídeos de debates produzidos pela Band entre os candidatos, reportagens sobre eleições e quadros do programa “CQC” sobre a disputa eleitoral.

Guia

No Google Maps, eleitores que votem nas capitais dos Estados podem consultar a localização de sua zona eleitoral e ver como chegar ao local. O Orkut lançou enquetes sobre intenções de voto nas capitais dos Estados. Será possível votar e acompanhar os resultados até a véspera do primeiro turno, marcado para o próximo domingo (5).

O sistema será retomado nas cidades em que houver segundo turno, após a apuração dos votos. As enquetes podem ser adicionadas ao perfil do usuário, como um perfil do usuário do Orkut, como um ‘widgets’, os aplicativos da rede social.

Desistência

Outra rede social, o MySpace Brasil, também planejava lançar uma plataforma on-line para as eleições municipais brasileiras, mas desistiu da idéia. O site foi um dos responsáveis pela arrancada do então pré-candidato Barack Obama na disputa pela vaga democrata na corrida à Casa Branca.

De acordo com o site, ‘algumas parcerias não foram viabilizadas a tempo’. De acordo com Emerson Calegaretti, diretor-geral do MySpace Brasil, faltou interesse de políticos em ‘falar com os jovens’.

“Quando a gente leva a nossa proposta de fazer algo mais casual, que dê possibilidade dos jovens de participar, parte dos partidos tem medo. Eles não sabem o que é a rede, falta conhecimento sobre a internet”, disse.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: