Trabalho conjunto das oficineiras é exemplo no Paraná em Ação de Matinhos

Foi ensinada a produção de massa caseira para a técnica “brequeata”, para fazer telas, vasos e outras peças de arte. É feita à base de massa corrida, cola branca e água, para baratear a matéria-prima.

Uma iniciativa inusitada de três oficineiras que trabalham na maioria das edições do Paraná em Ação rendeu mais uma atividade de incremento e geração de renda. A artesã Everci Dalla Vecchia – a ‘Ciça’, que ensina a confeccionar as biojóias – bijuterias feitas com sementes de árvores, trouxe uma turma com 10 artesãos pertencentes à Guara Artesanal Associação de Artesãos para Matinhos, onde ela reside, para participar de uma oficina que utiliza a técnica “brequeata”, para fazer telas, vasos e outras peças de arte.

Ciça trabalha ao lado das instrutoras Djeuci Silva e Geny Mara Calazans em várias edições do Paraná em Ação e teve a idéia de trazer os membros da associação a que pertence para aprender uma nova técnica com suas colegas. Segundo Djeuci, essa técnica é bastante utilizada em peças de decoração no mercado.

“Ao invés de usar a massa pronta vendida no comércio, que tem um alto custo, nós ensinamos a fazer uma massa caseira utilizada nesse trabalho à base de massa corrida, cola branca e água, para baratear a matéria-prima, que também leva restos de tecidos, barbante e estopa”, explica a artesã.

O casal Walter Mutsuo Ise (76 anos) e Tomie Utonomya Ise (74 anos) vieram de Guaratuba para aprender a nova técnica. Walter, que é farmacêutico aposentado disse que encontrou no artesanato uma maneira prazerosa de exercitar a mente. “Para quem trabalhou a vida inteira não dá para ficar parado, senão o corpo e a mente padecem”, afirmou o aposentado.

E acrescenta: “O maior investimento das nossas vidas é a construção do conhecimento. Todos nós, jovens e velhos, precisamos estar abertos para aprender coisas novas, por mais simples que sejam”. As instrutoras se emocionaram com as palavras do senhor Walter e confessam: “São essas coisas que nos fazem continuar cada vez mais como voluntárias no Paraná em Ação”.

Sua esposa Tomie concorda com o marido e acrescenta que a vida é um bem precioso e que como tudo precisa ser regada e cuidada. “Precisamos ocupar nosso tempo com as coisas que nos fazem bem. Para nós dois o artesanato e a pesca são nosso maior prazer”, confessa dona Tomie. As instrutoras elogiaram a disposição e a criatividade do casal. “Nós pedimos para que trouxessem uma tela ou vaso para os trabalhos e a dona Tomie trouxe uma telha. Ela fez um belo trabalho para enfeite de parede, criativo e diferente de todos os demais”, afirmou a instrutora Geny

As atividades do Paraná encerram nessa tarde de domingo. A próxima edição já está agendada para a cidade de Goioerê entre os dias 18 e 20 de junho.

Fonte:AEN

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: