Unha postiça deve ser bem colocada para evitar a proliferação de micoses

Quem tem unha encravada uma vez dificilmente vê o problema parar por aí. O encravamento costuma ser recorrente, porque envolve uma predisposição genética e exige cuidados principalmente na hora de cortar as unhas.

Segundo a dermatologista Márcia Purceli e a manicure Mírian Noronha, alguns formatos são propícios para encravar. O de “telha”, por exemplo, pode ser aplainado por um podólogo para facilitar o corte.

Unhas problemas (Foto: Arte/G1)

Quando a unha encravada se torna crônica, é indicado um processo de reeducação ungueal definitivo, que remove um pedaço da lateral da matriz (entre 8% a 10%), deixando a unha sem possibilidade de encravar novamente.

Se a matriz da unha sofrer algum trauma, pode nascer torta para sempre. E é a queratina, um tipo de proteína, que fortalece essa parte do corpo, assim como ocorre com os cabelos.

Unhas postiças
As unhas postiças viraram febre na novela “Avenida Brasil” e podem ser usadas como um recurso para mulheres que gostam de unhas compridas, mas não conseguem deixá-las crescer porque estão fracas e quebram ou porque têm o mau hábito de roer.

Esses modelos também são recomendados para quem quer uma maior durabilidade do esmalte ou para quem não tem tempo de manter as unhas sempre bonitas.

Caso a aplicação seja eventual, apenas para uma noite, opte pelos adesivos, que são menos agressivos. Mas preste atenção: eles não têm a mesma eficiência da cola, que deve ser específica para isso.

Existem vários tipos de unhas postiças: plástico ou acrílico, gel e porcelana. As primeiras custam de R$ 10 a R$ 30, as de gel saem por R$ 170 a R$ 350 e as de porcelana têm um preço médio de R$ 150 a R$ 200.

A unha de porcelana é esculpida de forma artesanal por profissionais. A resistência dela é um pouco superior à de gel.

Quando mal colocada, a unha postiça pode ser um veículo para a proliferação de fungos e bactérias. Os pequenos espaços deixados entre uma camada e outra acumulam água e favorecem as micoses.

O intervalo de manutenção depende da velocidade de crescimento da unha. Normalmente, ela é feita a cada 15 ou 20 dias.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: